Barra ganha novo pólo gastronômico com curadoria de Ricardo Amaral

Barra ganha novo pólo gastronômico com curadoria de Ricardo Amaral

A pouco mais de um mês da cerimônia de abertura dos Jogos, surge no horizonte o Rio que vai emergir da Olimpíada de 2016. Como se sabe, a escolha da cidade-sede foi comemorada, em grande parte, por causa das melhorias condicionadas à realização do evento. O legado, palavra da vez, define avanços nas áreas de mobilidade e de meio ambiente, além de renovação urbana e desenvolvimento social. Em meio às promessas cumpridas (recuperação da Zona Portuária) e àquelas que ficaram apenas nos planos (despoluição da Baía), a Barra, bairro onde foi construído o monumental Parque Olímpico, traz boas-novas. No rastro da ampliação da capacidade hoteleira, promovida para atender a multidão esperada na Rio 2016, a região na Zona Oeste vem ganhando bares, restaurantes, boates e outras opções de lazer (veja algumas novidades no quadro abaixo). À frente do maior desses projetos, o empresário Ricardo Amaral, por muitos anos considerado o rei da noite carioca, prepara sua volta aos negócios da boemia.

Amaral, de 74 anos, assina a curadoria do Vogue Gourmet, complexo de gastronomia e design que faz parte do espaço multiúso Vogue Square Life Experience. Com 33 000 metros quadrados de área, além da profusão de nomes em inglês, o empreendimento evidencia suas altas pretensões. O número 8585 da Avenida das Américas vai abrigar um hotel de luxo da americana Best Western, a maior rede hoteleira do planeta, com abertura prevista, em soft opening, já para a próxima semana. Uma grandiosa unidade da academia Bodytech, uma escola de tênis com oito quadras profissionais, um shopping e salas comerciais também fazem parte do projeto. Em seu lote nesse latifúndio, Ricardo Amaral promete criar “a Dias Ferreira da Barra da Tijuca”, fazendo alusão à rua mais charmosa, e movimentada, do Leblon. Para cumprir a tarefa, ele selecionou nomes e marcas conhecidos no meio do entretenimento carioca — de hoje e de ontem. “Eu trouxe uma mistura bem balanceada de estabelecimentos dos mais diferentes estilos para transformar a Vogue Square em um local de desejo. Meu critério foi diversidade com qualidade”, conta.

Vogue Square

Claude Lapeyre, o chef que comandou as caçarolas da boate Hippopotamus — a casa mais longeva de Amaral, que funcionou entre 1977 e 2001 —, vai dividir os trabalhos com o filho, Ricardo, em uma nova unidade da Brasserie Lapeyre, aberta até recentemente no Centro. Além do cardápio, francês como o patriarca, alguns atrativos previstos são a adega com 500 garrafas e a câmara de maturação de queijos especiais. Para cuidar do Boteco do Amaral, o curador convocou dois jovens e bem‑sucedidos especialistas: Antonio Laffargue, o popular Toninho do Bar do Momo, na Tijuca, e Bruno Magalhães, dono do Botero, em Laranjeiras. Importado de São Paulo, o conceituado mestre-cuca japonês Shin Koike vai inaugurar um restaurante com seu nome e o bar de saquês Izakaya. Há muito mais. A lista de atrações da Vogue Square traz ainda a Gattopardo Trattoria (nova encarnação da conhecida pizzaria que Amaral teve na Lagoa), uma filial do reduto cervejeiro Botto Bar, Deli Delícia, os restaurantes Filho da Mãe e Tragga e a escola de cozinha Gastromania, além da boate Le Clube e do Café Casa Cor.

Fruto de parceria com a Casa Cor, conhecido evento de decoração, cada um dos espaços desse point cenográfico na Barra vai ter ambiente projetado por um arquiteto. Bel Lobo, Chicô Gouvêa e Joy Garrido foram alguns dos nomes convidados. Mais impressionante do que o projeto, seus ricos detalhes e todos os profissionais envolvidos, só mesmo a proximidade da data de inauguração. Segundo os responsáveis, o empoeirado canteiro de obras visitado por VEJA RIO no último dia 20 vai abrir pronto, como Vogue Square, em 25 de julho. “Temos certeza da qualidade do que estamos oferecendo. Falta um point desses, com cara simpática, para alegrar a Barra”, diz Amaral, confiante no cumprimento do curto prazo. Como muitos outros legados olímpicos, esse também chega à reta final cercado de alguma emoção e suspense.